Objetivos

Os objetivos estratégicos funcionam como sinalizadores dos pontos de atuação onde o êxito é fundamental para o cumprimento da missão e o alcance da visão de futuro.

Os objetivos estratégicos do TRE-AM estão divididos entre três perspectivas estratégicas: Pessoas e Recursos, Processos Internos e Resultados Institucionais.


PESSOAS e RECURSOS:


Aprimorar a Gestão de Pessoas 

Esse objetivo está representado por um planejamento estratégico próprio, o qual direciona políticas, métodos e práticas visando potencializar o capital humano do Tribunal. Considera programas e ações relacionados à avaliação e ao desenvolvimento de competências gerenciais e técnicas dos servidores e magistrados; à valorização dos colaboradores; adequada distribuição da força de trabalho, entre outros.

Promover a Melhoria da Governança e da Gestão Institucional 

Visa à eficiência operacional, à transparência institucional e à adoção das melhores práticas de comunicação da estratégia, de gestão documental, da informação, de processos de trabalho, de projetos, de riscos e de controles internos.

Garantir as Soluções de TIC Demandadas

Também representado por um planejamento específico de TIC dentro da Instituição, esse objetivo detalha orientações quanto à governança de TIC e suas vertentes, assim como o faz o Plano Institucional, porém focado nas questões que envolvem tecnologia e comunicação.

Aprimorar a Gestão Orçamentária e de Custos

Refere-se à utilização de mecanismos para alinhar as necessidades orçamentárias de custeio, investimentos e pessoal ao aprimoramento do processo eleitoral e da prestação jurisdicional, atendendo aos princípios constitucionais da administração pública. Envolve estabelecer uma cultura de redução do desperdício de recursos públicos, de forma a assegurar o direcionamento dos gastos para atendimento das necessidades prioritárias e essenciais da Justiça Eleitoral.


PROCESSOS INTERNOS


Aprimorar o Processo Eleitoral e Fortalecer sua Segurança

Relaciona-se aos objetivos e iniciativas que visem garantir à sociedade o aprimoramento contínuo da segurança dos pleitos eleitorais, com utilização de tecnologias e com a melhoria de processos de trabalho

Garantir Celeridade e Produtividade na Prestação Jurisdicional

Trata-se de garantir a prestação jurisdicional efetiva e ágil, com segurança jurídica e procedimental na tramitação dos processos judiciais, bem como elevar a produtividade dos servidores e magistrados.

Combater a Corrupção e a Improbidade Administrativa

Refere-se ao conjunto de atos que visem à proteção da coisa pública, à lisura nos processos eleitorais, à preservação da probidade administrativa e à persecução dos crimes contra a administração pública e eleitorais, entre outros. Para tanto, deve-se priorizar a tramitação dos processos judiciais que tratem do desvio de recursos públicos e de improbidade e de crimes eleitorais, além de medidas administrativas relacionadas à melhoria do controle e fiscalização do gasto público no âmbito do Poder Judiciário.

Melhorar a Acessibilidade na Justiça Eleitoral

Trata-se da implementação de medidas para a remoção de barreiras físicas, arquitetônicas, de comunicação e de atitudes, a fim de promover o acesso, amplo e irrestrito, com segurança e autonomia, de pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida no âmbito da Justiça Eleitoral.

Racionalizar e Tornar Ágil o Processo de Contratação

Busca pela qualidade do processo de contratação, traduzida em racionalidade e agilidade, para que a administração possa contratar bons produtos e serviços, a baixo custo, e no tempo que permita sua utilização para o bom desempenho institucional.


RESULTADOS INSTITUCIONAIS


Garantir a Legitimidade do Processo Eleitoral e os Direitos de Cidadania e Fortalecer a Democracia

Ao cumprir sua missão institucional, realizando as eleições e decidindo sobre as demandas judiciais delas decorrentes, a justiça eleitoral brasileira atua na defesa de direitos civis e contribui para o fortalecimento da democracia